[Fechar]

Reservas de Surfe

IMG_4699 Você deve esta se perguntando, o que é uma reserva de surfe? Isso existe? Para que serve? Pode parecer estranho para nós brasileiros que não estamos acostumados a ter o surfe valorizado a tal ponto de ter uma área de surfe protegida por lei. Porém isso, já ocorre na Austrália a um bom tempo e está se tornando cada vez mais popular no país.
Por muito tempo, o surfe e seus praticantes foram discriminados pela sociedade. Porém atualmente se torna cada vez mais apreciado, com um grande número de novos adeptos e uma indústria forte que não para de crescer. Mas ai você pode se perguntar, e para que serve o surfe realmente? Para nos divertirmos? Será que isso é realmente importante? Mas é claro que a principal função do surfe é a diversão e é por isso é que conquista tantos adeptos já que o lazer é uma necessidade essencial do ser humano. Além disso, a prática do surfe é um ótimo exercício físico e traz muitos benefícios para a saúde. Para completar, o surfe atualmente tem se tornado saudável economicamente, pois a sua indústria em continua ascensão produz muito dinheiro e gera muitos empregos. Com isto, podemos defender a idéia de preservar um lugar que promove muitos benefícios para a população local e turistas, e assim conservá-lo para que futuras gerações também o desfrutem e/ou dele se beneficiem.
Diversas coisas são levadas em conta com a criação de uma reserva de surfe. Além de fatores ecológicos, sociais e culturais (típicos de uma reserva), existe também o fator da qualidade do surfe que abrange a qualidade da onda, freqüência de ondulações e a segurança do surfista. O lugar precisa ter um bom potencial em todos esses fatores, bem como, ter apoio da sociedade e governantes para assim se tornar uma reserva.
A primeira reserva de surfe do mundo, a “Bells Beach Surfing Recreation Reserve” no estado de Victoria na Austrália, foi criada em 1973 para proteger um dos mais valiosos patrimônios do surfe. Hoje os arredores de Bells possuem cercas especiais para proteger a vegetação e falésias, diversas placas fazem a conscientização das pessoas e uma lei proíbe qualquer construção ou atividade que vá prejudicar a qualidade das ondas e a natureza do lugar. Desse modo, a sua bela natureza e suas magníficas ondas estão protegidas de qualquer intervenção do homem que as venham prejudicar, assim todos que ali já estiverem poderão um dia voltar com seus filhos ou netos e encontrar as ondas da mesma maneira que da primeira vez.
Depois dessa outras foram criadas na Austrália. Em alguns lugares de Western Australia existem áreas que apesar de não serem reconhecidas como reservas de surfe têm certo tipo de proteção que beneficiam o surfe. Já em New South Wales, o tema esta realmente em ascensão e até foi criado um comitê para a criação de reservas, o primeiro foi a “Angourie Surfing National Reserve” em 2007 e após foi a vez de Lennox, Crescent Head e Cronulla se tornarem reservas nacionais de surfe.
No entanto, já se teve exemplos onde a falta de uma legislação e proteção de uma área causou a destruição de um bem valiosíssimo para o surfe mundial. Foi o caso de
Kirra, que por muito tempo foi considerada a melhor direita do mundo, hoje não passa de uma lenda que quando tem ondas, estas geralmente fecham ou estão tão rápidas que os surfistas mal conseguem surfa-las. São raras as ocasiões que a lendária Kirra quebra perfeita, porém se uma reserva tivesse sido criada, o bombeamento de areia do rio para a praia que causou uma mudança na bancada não teria sido permitido e as ondas continuariam quebrando do mesmo jeito que na “velha Kirra” – como os locais costumam chamá-la com saudade dos velhos tempos em que pegavam ondas incríveis num dos picos mais cobiçados por surfistas de todo o mundo (veja mais detalhes sobre Kirra em uma próxima matéria que preparei sobre essa praia).
Parece que com isto já da pra entender o que é uma reserva de surfe. Porém se você se interessar pelo assunto vale a pena conferir a matéria de Neil Lazarow (Phd e especialista em gerenciamento costeiro) que foi publicada no site Coastal Watch. Além desse, outros sites podem ser checados para se obter mais informações. Segue abaixo o link de alguns deles:

2 comentários:

Adriane Alice disse...

Oi primo, sucesso com o Blog!
Bjs
Adriane

Leonardo disse...

Fala Thi, sucesso para o Blog..
abs
leo Australia

BlogBlogs.Com.Br